Pular para o conteúdo principal

Desfazendo equívocos históricos: Lutero, a Sagrada Escritura ea Igreja

Monsenhor De Gasperín: erro protestantismo é pensar que a Igreja acredita amante, e servo da Palavra de Deus

© DR

Hoje Bispo Emérito de Queretaro, no México, Dom Mario De Gasperín Gasperín, viveu o Concílio Vaticano II como um sacerdote recém-ordenado e um estudante da Bíblia na Universidade Gregoriana, em Roma. Ao longo da sua vida sacerdotal e episcopal, tem sido um facilitador do estudo da Palavra de Deus e uma das maiores mentes da Conferência Episcopal do México. Ultimamente tem escrito uma série de mais de trinta reflexões sobre Vaticano II eo Ano da Fé em The Observer, lembrando que cotação da Igreja universal com a mudança de tempo e do Ano da Fé lançado por Bento XVI para recolher os frutos do Concílio, um deles, o encontro com denominações protestantes. - O que mereceu o Conselho refletir a Reforma Protestante? Entre as tarefas definidas pelo Concílio Vaticano II é o diálogo com os irmãos protestantes, como parte do movimento ecumênico. Martinho Lutero tentou reformar a Igreja em sua época. A Igreja, disse ele, criou uma barreira atrás de três paredes: a supremacia da Igreja sobre a secular, a superioridade do conselho sobre os fiéis, ea interpretação da Bíblia com a Igreja.Nestes três campos igreja hierárquica teve a mão superior e ninguém podia levantar a voz, mas para reformá-lo. Este "muro triplo" é o que ele pretendia abater. Que dedicou a sua vida e não poupou esforços ou meios para fazer, transformando até mesmo o poder secular. - No centro de tudo é a interpretação da Bíblia, não é? partir daqui começa a acusação protestante contra a Igreja Católica, de querem trazer a Bíblia para o seu domínio e sua vontade. Com isso dito, declarando-reformistas superior à Sagrada Escritura e proprietário da Palavra de Deus, o que é inaceitável. Lutero tentou libertar a Bíblia desta escravidão. Então propostos e declarados, como um princípio de interpretação da Bíblia, o "livre exame", isto é, a interpretação individual da Escritura. Todo mundo deveria lê-lo e interpretá-lo como o Espírito Santo inspira. O cristão deve ser guiada pela Bíblia sozinho. A expressão latina "sola Scriptura" significa "Sagrada Escritura é interpretada por si" e que não está sujeito ao Magistério da Igreja. - Isso, obviamente, não era o sentido de Igreja ... era proclamar o princípio da que a Sagrada Escritura é o livro da Igreja e para a Igreja, e que, portanto, deve ser lido em consonância com a Igreja, sob a orientação de seus pastores. Para isso, diz São Paulo, Deus confiou o cargo "para guardar o depósito da fé", e cheio de transmissão às novas gerações. Assim, o ensinamento da Igreja não está acima ou mangoneador proclama a Palavra de Deus, mas seu servidor. - A idéia do Conselho foi a de colocar as coisas em ordem, primeiro o Word, em seguida, os professores, não acha? 
O Magistério da Igreja serve a Palavra de Deus, interpretando-a de acordo com a tradição da Igreja recebida dos apóstolos eo próprio Jesus Cristo. Assim, o Conselho diz que todo o povo santo, unido a seus pastores, permanece sempre fiel à doutrina apostólica, no casamento, na Eucaristia e na oração, assim como a comunidade cristã primitiva. É um serviço à unidade e à verdade, e impede o individualismo ea fragmentação. - Aqui há uma missão da Igreja ... A primeira atitude da Igreja, especialmente de pastores, é para ouvir com atenção e respeitar o sagrado Palavra de Deus. - E de obediência ... Com este humilde início, o Conselho para falar sobre a Revelação Divina. Ele diz que a Palavra de Deus ouve com devoção e proclama o Santo Concílio, obedecendo as palavras de João: Nós anunciamos a vida eterna, que estava com o Pai e nos foi manifestada. O que vimos e ouvimos, isso vos anunciamos também vivem nesta união de nossa, que nos une com o Pai e com seu Filho Jesus Cristo. - Parece que ao invés de um conselho de ouvir a si mesmo estava ciente do que ele Deus disse ... A primeira coisa que o conselho é ouvir a Palavra de Deus. Fá-lo com devoção e obediência. Não tem medo de proclamar esta Palavra para o mundo, pois o que ouve e crê, tenha a vida eterna. - Lutero estava errado a Igreja não própria, mas fiel servo da Palavra de Deus
 

Postagens mais visitadas deste blog

Reflexão sobre o Evangelho segundo S. Lucas, cap. 14, vs. 25 a 33

Leitura do Evangelho do 23º Domingo do Tempo Comum



No capítulo 14 do Evangelho segundo S. Lucas, vemos Jesus que quer preparar a todos os seus seguidores para o seu Sacrifício na Cruz, bem como para as consequências que implicam da decisão de segui-lo. O Senhor, com imensa decisão, resolve partir para Jerusalém, mesmo sabendo que caminha para a sua própria morte.
No versículo 25, Jesus vê que não está sozinho: grandes multidões o acompanhavam. O texto original em grego enfatiza que aquelas pessoas “caminhavam junto” com Ele. Aquelas pessoas vão com o Senhor, e Ele quer alertá-las, torná-las conscientes de para onde estão indo e em que implicará a decisão de acompanhá-lo. Parando no meio da jornada, Ele se volta para essas pessoas e lhes diz algo como: “Vocês querem ir comigo, mas vocês sabem qual é a realidade de ser meu discípulo?”.
Aquilo que devemos dar a Deus Pai, conforme descreve o capítulo 6 do Livro do Deuteronômio, ficamos sabendo que devemos dar também a Deus Filho: “Amarás o…

Costumes Matrimoniais nos Tempos Bíblicos: Casamento, Levirato, Violações do Casamento, Pessoa solteira e Divórcio"

Nos tempos bíblicos, o primeiro passo no casamento era dado pelo homem ou por sua família (Gênesis 4:19; 6:2; 12:19; 24:67; Êxodo 2:1). Geralmente, as famílias do casal faziam o arranjo do casamento. Assim Hagar, como chefe da família "o casou [Ismael] com uma mulher da terra do Egito" (Gênesis 21:21). Estando Isaque com quarenta anos de idade, era perfeitamente capaz de escolher sua própria esposa (Gênesis 25:20); no entanto, Abraão mandou seu servo a Harã a fim de buscar uma esposa para Isaque (Gênesis 24). Abraão deu ao servo duas ordens estritas: A noiva não podia ser cananeia, e devia deixar o lar paterno para viver com Isaque na Terra Prometida. Em circunstância alguma devia Isaque voltar a Harã para viver de acordo com o antigo modo de vida da família. O servo de Abraão encontrou a orientação do Senhor em sua escolha (Gênesis 24:12-32). Então, segundo o costume da Mesopotâmia, ele fez os arranjos com o irmão e a mãe da moça (Gênesis 24:28-29, 33). Ele selou o acordo …

Moringa, uma planta com imensos benefícios

Se ainda não ouviu falar da moringa, vai, neste artigo ficar a conhecer uma planta com bastantes benefícios para a saúde e o bem-estar do corpo. Moringa (Moringa oleifera) é uma planta de origem tropical ainda pouca conhecida na Europa, embora o seu uso como suplemento dietético comece pouco a pouco a estender-se. Um número cada vez maior de estudos científicos associam a ingestão de moringa em pó com inúmeros benefícios para a saúde, como a melhoria da pressão arterial, da glicose, a redução do colesterol, entre os outros. A árvore da Moringa Oleifera atinge uma altura de 7-12 metros é, originária das zonas próximo do Himalaia (Índia e Paquistão), e muito popular em países tropicais e subtropicais da África, Ásia (Filipinas, Camboja), América do Sul e Central e no Havaí, onde também é cultivada. Moringa – um potencial suplemento dietético A árvore de Moringa vem sendo usada ao longo dos tempos como uma planta medicinal. Sendo por isso conhecida como árvore milagrosa. Todas as partes …