Pular para o conteúdo principal

COMO ENXERGAR O CÔNJUGE COM OS OLHOS DE DEUS?




Quando falamos de Deus, o que vem em nossa mente é um ser perfeito, cheio de amor, misericórdia, humildade e bondade. Porém, quando pensamos em nosso próximo, principalmente, quando este próximo está perto da gente, tendemos a enxerga as qualidades, mas muitas vezes, damos maior ênfase aos defeitos.

E quando esse próximo é nosso marido ou esposa, o que vem a nossa mente?Podemos pensar que é uma pessoa boa, amável, contudo, adora deixar a toalha molhada na cama; ou é uma pessoa tão responsável, trabalhador (a), corajoso (a), inteligente, mas passa muito tempo das horas vagas jogando vídeo game; ou no caso da mulher fica arrumando seus cabelos e pintando as unhas, e mal conseguem sair com sua família.

Lembre-se: não somos perfeitos! Assim como nós temos defeitos, nosso cônjuge também tem, o que vai fazer a diferença é enxergá-lo (a) como o Senhor o vê.

O amor verdadeiro pode levá-lo (a) na direção da perfeição do Senhor.
Não somos perfeitos, mas o que podemos fazer diferente para enxergá-lo como o Senhor o vê, é superar os obstáculos. Quando estamos começando em um novo trabalho, aos poucos vamos nos adaptando, e precisamos que nosso chefe seja paciente e solidário, por isso, não devemos agir diferente com o nosso cônjuge.

O amor é o principal tijolo na construção de uma relação. E, quando ocorre o equilíbrio com os atributos divinos como paciência, caridade, humildade, honestidade, e fidelidade, transformamos o casamento em uma perfeita comunhão com o Senhor.

O amor é o segredo, o trabalho é a chave, a compreensão é a porta.
O principal é saber o que seus sentimentos, como a emoção e a razão, descrevem o quanto seu cônjuge é importante para você.

“o amor tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta” (I Coríntios 13:7)

O Senhor tem os sentimentos e as expectativas mais nobres com relação ao ser humano. Isso se estende a todos aqueles que têm o desejo de transformar a vida de um casal num verdadeiro pedacinho do céu.

O Senhor sabe que temos fraquezas, mas é através delas que o senhor trabalha na vida do homem (ser humano). Enxergar o cônjuge como o Senhor o vê, requer que possamos ver, também, os nossos defeitos e imperfeições, requer reconhecer que o amor do casal baseia-se em trabalho duro para fazer da relação uma benção.

O amor é um dos sentimentos mais nobres e profundos, e é mais importante do que qualquer divergência de personalidade que tenhamos. Tudo na nossa vida requer trabalho. Somos ensinados a estudar para que possamos no futuro ter bons empregos, somos ensinados a trabalhar muito para conseguirmos conquistar as coisas que desejamos, e no casamento não pode ser diferente.

Lembre-se: o sol brilha para todos, porém, as luzes de seus raios solares só entram em seu lar se você abrir as janelas. Abra a janela de seu coração e seja a estrela de seu lar, porque ao agir como o Senhor agiria, certamente, o poder dele lhe mostrará o quanto o seu cônjuge é importante para ele, e você conseguirá vê-lo com o potencial divino que ele ou ela tem.

Luis Claudio - Lar doce Lar 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Costumes Matrimoniais nos Tempos Bíblicos: Casamento, Levirato, Violações do Casamento, Pessoa solteira e Divórcio"

Nos tempos bíblicos, o primeiro passo no casamento era dado pelo homem ou por sua família (Gênesis 4:19; 6:2; 12:19; 24:67; Êxodo 2:1). Geralmente, as famílias do casal faziam o arranjo do casamento. Assim Hagar, como chefe da família "o casou [Ismael] com uma mulher da terra do Egito" (Gênesis 21:21). Estando Isaque com quarenta anos de idade, era perfeitamente capaz de escolher sua própria esposa (Gênesis 25:20); no entanto, Abraão mandou seu servo a Harã a fim de buscar uma esposa para Isaque (Gênesis 24). Abraão deu ao servo duas ordens estritas: A noiva não podia ser cananeia, e devia deixar o lar paterno para viver com Isaque na Terra Prometida. Em circunstância alguma devia Isaque voltar a Harã para viver de acordo com o antigo modo de vida da família. O servo de Abraão encontrou a orientação do Senhor em sua escolha (Gênesis 24:12-32). Então, segundo o costume da Mesopotâmia, ele fez os arranjos com o irmão e a mãe da moça (Gênesis 24:28-29, 33). Ele selou o acordo …

SUPORTAI-VOS UNS AOS OUTROS...

Muitas vezes tive que ouvir ou ler interpretações estranhas deste apelo que o Apóstolo Paulo faz à comunidade cristã que vivia em Colossos. Dizem que havia problemas e divisões tão graves dentro da comunidade, que Paulo já nem pode dizer-lhes “Amai-vos uns aos outros!”, mas se fica pelo apelo a que todos se aturem o melhor possível.
“Suportai-vos uns aos outros” não significa “Aturai-vos!”, mas antes “Sede o suporte uns dos outros!” É um apelo à comunhão mais profunda, à solidariedade mais consequente, à presença mais fraterna!

As comunidades de discípulos de Jesus devem nascer da escuta do Evangelho proclamado como um grito pascal que abre as pessoas à Esperança, ao desejo de uma Alegria maior e de uma  Liberdade duradoura...

No centro destas comunidades deve estar a experiência de Deus descoberto progressivamente no encontro com o Jesus dos evangelhos, no encontro com os irmãos, no discernimento dos acontecimentos quotidianos e na celebração  da Vida.
Deve tornar-se um espaço de partilh…

Operações de cocaína e nariz

Médicos clínicas de cirurgia plástica têm muito a dizer sobre os efeitos do uso de cocaína em muitos pacientes, alguns deles bem conhecidos e populares personagens que têm necessidade das mãos experientes do sono cirurgião.Reparação de um nariz consumida por drogas não é tarefa fácil, é uma operação muito complicada e perigosa para a saúde do paciente. Dado o grande aumento que ocorreu nos últimos anos, o presidente da Sociedade Espanhola de Cirurgia Estética apelou aos seus colegas de profissão para ser vigilante e não se deixe enganar pelos clientes de cocaína que vêm à consulta perguntando retocar o nariz ou problemas respiratórios que reivindicam. Quando se trata de comércio, parece que a verdadeira razão do problema e as complicações podem ser fatais e difícil de resolver. Reconstruir um nariz consumida por drogas é um trabalho que exige mãos experientes, seis ou sete horas de cirurgia e várias sessões até que esteja pronto.Os danos que a cocaína faz com que o nariz é terrível, po…