Pular para o conteúdo principal

Qual a importância dos Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão?

Ministro-da-Sagrada-Comunhão
A atuação dos ministros extraordinários da Sagrada Comunhão é algo muito comum em nossas paróquias e muitos leigos falam inclusive de um chamado, uma vocação à este ministério, uma grande missão.
Os ministros prestam um belíssimo e honroso serviço de caridade aos demais fiéis para que todos possam receber Jesus Eucarístico sem prolongar excessivamente a missa e isso é muito louvável. Também é importante ressaltar que o ministro é tão indigno de fazer isso que ao distribuir a comunhão seria importante que a contrição e o desejo de agradar à Deus em sua vida e conduta pessoal crescessem.
Porém no nosso país a atuação dos mesmos é considerada, excedendo sua importância, uma vocação para a vida toda, até mesmo uma pastoral fixa ou cargo vitalício e isso é completamente falso. São chamados ministros “extraordinários” justamente porque a presença e atividade deles deve ser algo incomum.
A disciplina da Igreja possui uma instrução chamada “Acerca de Algumas Questões sobre a Colaboração dos Fiéis Leigos no Sagrado Ministério dos Sacerdotes” em que apresenta a disciplina deste ministério no Art. 8.
No cânone §2 podemos ler, em diversos pontos, seu caráter de raridade na distribuição da comunhão:
“Para que o ministro extraordinário, durante a celebração eucarística, possa distribuir a sagrada comunhão, é necessário ou que não estejam presentes ministros ordinários [Bispo, presbítero ou diácono] ou que estes, embora presentes, estejam realmente impedidos.”
“Pode igualmente desempenhar o mesmo encargo quando, por causa da participação particularmente numerosa dos fiéis que desejam receber a Santa Comunhão, a celebração eucarística prolongar-se-ia excessivamente por causa da insuficiência de ministros ordinários.”
Este encargo é supletivo e extraordinário
“Para não gerar confusão, devem-se evitar e remover algumas práticas que há algum tempo foram introduzidas em algumas Igrejas particulares, como por exemplo: (…) o uso habitual de ministros extraordinários nas Santas Missas, estendendo arbitrariamente o conceito de «numerosa participação»”
Estas instruções deixam bem claro que os ministros deveriam ser raros e que seu uso excessivo e habitual não é permitido. São importantes para suprir a falta, mas não para serem funções comuns.
Quando vemos uma missa cheia de ministros não deveríamos nos felicitar e dizer que temos muitos agentes pastorais, mas deveríamos nos lamentar e entristecer pelo fato de que não existem sacerdotes suficientes para o povo de Deus e não existem diáconos entregues ao serviço litúrgico no nosso país e na nossa diocese, ou seja, que o Sacramento da Ordem está se extinguindo na Igreja.
Isso não é uma condenação aos ministros e nem à sua boa intenção, temos, na verdade, uma dívida de gratidão com sua entrega neste serviço litúrgico, porém é preciso que os ministros tenham consciência de que seria motivo de alegria não ser necessário recorrermos à eles. Isso inclusive é um virtuoso exercício de desapego da própria vontade e dos próprios trabalhos pastorais, ou seja, “amar à Deus até o desprezo de si” (Santo Agostinho).
Logo, concluímos que este serviço é muito belo e deve ter como principal fruto o crescimento na santidade, mas que não pode ser visto como uma vocação, pois na verdade a existência dos mesmos é fruto de uma crise nas vocações sacerdotais.
“A messe é grande, mas os operários são poucos. Pedi, pois, ao Senhor da messe que envie operários para sua messe.”

Postagens mais visitadas deste blog

SANGUE INUNDARÁ O BRASIL" - PROFECIA DE NOSSA SENHORA SOBRE O BRASIL EM 1936

"O
Os 3 grandes castigos! Fez-se inexplicável silêncio sobre as aparições de Nossa Senhora no agreste pernambucano em 1936 e caíram no esquecimento. Mas a Ssma. Virgem anunciara que viriam tempos calamitosos e três grandes castigos para o Brasil. No primeiro artigo, reproduzido abaixo, seu autor comenta essas previsões sobre o prisma da crise da Igreja e a ameaça comunista ao Brasil. O segundo texto, do grande lutador Pe. Júlio Maria, apresenta uma pormenorizada narração dessas aparições de 1936 em que Nossa Senhora anunciou que o sangue inundará o Brasil.
A VIRGEM SANTÍSSIMA AFIRMA QUE O BRASIL PASSARÁ POR UMA SANGRENTA REVOLUÇÃO PROMOVIDA PELO COMUNISMO! FRANCISCO ALMEIDA ARAÚJO *
Todos quantos me conhecem através de meus escritos, palestras, cursos e programas de Rádio e Televisão promovidos em todas as regiões do nosso querido Brasil, sabem da minha relutância em divulgar revelações particulares ainda não reconhecidas pelo Magistério da Igreja. No entanto, de todas as “revelações pa…

Reflexão sobre o Evangelho segundo S. Lucas, cap. 14, vs. 25 a 33

Leitura do Evangelho do 23º Domingo do Tempo Comum



No capítulo 14 do Evangelho segundo S. Lucas, vemos Jesus que quer preparar a todos os seus seguidores para o seu Sacrifício na Cruz, bem como para as consequências que implicam da decisão de segui-lo. O Senhor, com imensa decisão, resolve partir para Jerusalém, mesmo sabendo que caminha para a sua própria morte.
No versículo 25, Jesus vê que não está sozinho: grandes multidões o acompanhavam. O texto original em grego enfatiza que aquelas pessoas “caminhavam junto” com Ele. Aquelas pessoas vão com o Senhor, e Ele quer alertá-las, torná-las conscientes de para onde estão indo e em que implicará a decisão de acompanhá-lo. Parando no meio da jornada, Ele se volta para essas pessoas e lhes diz algo como: “Vocês querem ir comigo, mas vocês sabem qual é a realidade de ser meu discípulo?”.
Aquilo que devemos dar a Deus Pai, conforme descreve o capítulo 6 do Livro do Deuteronômio, ficamos sabendo que devemos dar também a Deus Filho: “Amarás o…

Moringa, uma planta com imensos benefícios

Se ainda não ouviu falar da moringa, vai, neste artigo ficar a conhecer uma planta com bastantes benefícios para a saúde e o bem-estar do corpo. Moringa (Moringa oleifera) é uma planta de origem tropical ainda pouca conhecida na Europa, embora o seu uso como suplemento dietético comece pouco a pouco a estender-se. Um número cada vez maior de estudos científicos associam a ingestão de moringa em pó com inúmeros benefícios para a saúde, como a melhoria da pressão arterial, da glicose, a redução do colesterol, entre os outros. A árvore da Moringa Oleifera atinge uma altura de 7-12 metros é, originária das zonas próximo do Himalaia (Índia e Paquistão), e muito popular em países tropicais e subtropicais da África, Ásia (Filipinas, Camboja), América do Sul e Central e no Havaí, onde também é cultivada. Moringa – um potencial suplemento dietético A árvore de Moringa vem sendo usada ao longo dos tempos como uma planta medicinal. Sendo por isso conhecida como árvore milagrosa. Todas as partes …