Pular para o conteúdo principal

Como se preparar para receber a comunhão?


Muitos recebem a Eucaristia de forma indiferente ou sem tomar consciência da grandeza do Sacramento dos sacramentos. Muitos chegam inclusive a considerar a Santa Missa como algo opcional ou pouco importante na vida de santidade.
Tudo isso é fruto da falta de conhecimento. A maioria das pessoas não sabe que ao receber a comunhão, sem o devido preparo, poderá poderá ser algo sem qualquer efeito benéfico ou dependendo do caso pode até mesmo levar a condenação por cometer sacrilégio. Por isso é importante se preparar adequadamente para receber a comunhão. Mas fica a pergunta: como fazer isso?
Antes de tudo, a pessoa deve fazer um exame de consciência e ver se há algum pecado mortal que ela ainda não foi perdoada através da confissão. Esse exame deve ser feito, única e exclusivamente, sobre o ensinamento da Igreja. Se a pessoa encontrar algum pecado mortal cometido, deve confessar-se, como ensina a Igreja:
"Se alguém tem consciência de ter pecado mortalmente, não deve comungar a Eucaristia sem ter recebido previamente a absolvição no sacramento da penitência [confissão]."Catecismo da Igreja Católica, n. 1415
Feita esta primeira etapa, a pessoa está apta a comungar. Porém, para comungar e obter o máximo de frutos espirituais levando à um crescimento na santidade, a pessoa deve se preparar com fervor e devoção. Este modo de preparação para receber a Eucaristia com frutos é ensinado por São Luís de Montfort em quatro passos.
O primeiro passo nos diz:
"Humilhar-te-ás profundamente diante de Deus"São Luís de Montfort, Tratado da Verdadeira Devoção, 266
Sendo assim, precisamos reconhecer como somos maus, indignos, cruéis, inúteis, impuros e traidores e que não merecemos receber nada de Deus, a não ser o castigo e a condenação. Ao mesmo tempo temos que reconhecer como Deus, apesar de toda ofensa que fazemos à Ele, é paciente, bondoso, um pai carinhoso, sábio, perfeito, misericordioso. Sabemos que a crucificação é real porque fomos nós mesmos que o colocamos ali. Apesar de tudo isso Ele se dá inteiramente a nós na Eucaristia. Lembremos sempre do quanto Deus é bom em relação ao quanto somos maus e contemplemos o abismo que existe entre essas realidades.
O segundo passo é:
"Renunciarás ao teu fundo todo corrompido e às tuas disposições, embora o teu amor próprio as faça parecer boas." São Luís de Montfort, Tratado da Verdadeira Devoção, 266
Reconhecer que nossos melhores desejos, nossos melhores atos e tudo o que fazemos para Deus acaba manchado pela nossa imperfeição devido à nossa tendência para o mal. A nossa intenção na maioria das vezes é contaminada por algum apego a si mesmo, por melhor que ela possa parecer para nós. São Pedro Julião ensinava: "De boa intenção o inferno está cheio", demonstrando como somos ignorantes e apegados as coisas, mesmo quando parece que fazemos o bem. Diante disso tudo, devemos renunciar a este fundo corrompido e as nossas disposições que serão sempre indignas perto do que recebemos na Eucaristia.
Em terceiro lugar:
"Renovarás a tua consagração dizendo: Todo Vosso sou, ó querida Mãe, e tudo o que tenho é Vosso!"São Luís de Montfort, Tratado da Verdadeira Devoção, 266
O terceiro passo é renovar a entrega a Nossa Senhora, uma mãe misericordiosa, sublime, pura e santa, que deseja nos ajudar na plena união com seu Filho, caminho de perfeita felicidade. Ao renovarmos a consagração nos tornamos coisas que não pertencem mais ao mundo. Recordamos e renovamos a promessa de pertencer somente à esta tão boa Senhora e à Seu Filho Unigênito, em santidade de vida e no amor fervoroso à Eles.
O quarto passo contêm um segredo pouco conhecido e que foi o que fez tantos santos alcançarem a santidade rapidamente através da Eucaristia:
"Suplicarás a esta boa Mãe que te empreste o seu Coração, para n'Ele receberes seu Filho com as disposições d'Ela."São Luís de Montfort, Tratado da Verdadeira Devoção, 266
Este passo é o que nos concede a possibilidade de receber a Eucaristia de modo perfeito, o qual infelizmente não está no nosso poder fazer por si mesmos. Pedimos à Virgem Santíssima que ela empreste seu coração e venha receber seu Filho em nós. Assim, não somos nós que recebemos Jesus, mas Maria que o recebe em nosso coração com seu amor ardente, e comunica-nos todas as graças abundantes que jorram da Fonte da Vida Eterna, o qual somente ela tem acesso por sua santidade e pureza singular.
Este é o modo com que podemos e devemos nos preparar antes de receber a Eucaristia com grandes frutos. Em outro artigo, trataremos com mais detalhes de como viver o momento espiritual durante e após a comunhão.
Que possamos, ò Virgem Santíssima, receber teu Filho toda inteiro através de seu Imaculado Coração, do qual jorra um manancial de graças para todos aqueles que se confiam à Vós.

Postagens mais visitadas deste blog

SANGUE INUNDARÁ O BRASIL" - PROFECIA DE NOSSA SENHORA SOBRE O BRASIL EM 1936

"O
Os 3 grandes castigos! Fez-se inexplicável silêncio sobre as aparições de Nossa Senhora no agreste pernambucano em 1936 e caíram no esquecimento. Mas a Ssma. Virgem anunciara que viriam tempos calamitosos e três grandes castigos para o Brasil. No primeiro artigo, reproduzido abaixo, seu autor comenta essas previsões sobre o prisma da crise da Igreja e a ameaça comunista ao Brasil. O segundo texto, do grande lutador Pe. Júlio Maria, apresenta uma pormenorizada narração dessas aparições de 1936 em que Nossa Senhora anunciou que o sangue inundará o Brasil.
A VIRGEM SANTÍSSIMA AFIRMA QUE O BRASIL PASSARÁ POR UMA SANGRENTA REVOLUÇÃO PROMOVIDA PELO COMUNISMO! FRANCISCO ALMEIDA ARAÚJO *
Todos quantos me conhecem através de meus escritos, palestras, cursos e programas de Rádio e Televisão promovidos em todas as regiões do nosso querido Brasil, sabem da minha relutância em divulgar revelações particulares ainda não reconhecidas pelo Magistério da Igreja. No entanto, de todas as “revelações pa…

Reflexão sobre o Evangelho segundo S. Lucas, cap. 14, vs. 25 a 33

Leitura do Evangelho do 23º Domingo do Tempo Comum



No capítulo 14 do Evangelho segundo S. Lucas, vemos Jesus que quer preparar a todos os seus seguidores para o seu Sacrifício na Cruz, bem como para as consequências que implicam da decisão de segui-lo. O Senhor, com imensa decisão, resolve partir para Jerusalém, mesmo sabendo que caminha para a sua própria morte.
No versículo 25, Jesus vê que não está sozinho: grandes multidões o acompanhavam. O texto original em grego enfatiza que aquelas pessoas “caminhavam junto” com Ele. Aquelas pessoas vão com o Senhor, e Ele quer alertá-las, torná-las conscientes de para onde estão indo e em que implicará a decisão de acompanhá-lo. Parando no meio da jornada, Ele se volta para essas pessoas e lhes diz algo como: “Vocês querem ir comigo, mas vocês sabem qual é a realidade de ser meu discípulo?”.
Aquilo que devemos dar a Deus Pai, conforme descreve o capítulo 6 do Livro do Deuteronômio, ficamos sabendo que devemos dar também a Deus Filho: “Amarás o…

Moringa, uma planta com imensos benefícios

Se ainda não ouviu falar da moringa, vai, neste artigo ficar a conhecer uma planta com bastantes benefícios para a saúde e o bem-estar do corpo. Moringa (Moringa oleifera) é uma planta de origem tropical ainda pouca conhecida na Europa, embora o seu uso como suplemento dietético comece pouco a pouco a estender-se. Um número cada vez maior de estudos científicos associam a ingestão de moringa em pó com inúmeros benefícios para a saúde, como a melhoria da pressão arterial, da glicose, a redução do colesterol, entre os outros. A árvore da Moringa Oleifera atinge uma altura de 7-12 metros é, originária das zonas próximo do Himalaia (Índia e Paquistão), e muito popular em países tropicais e subtropicais da África, Ásia (Filipinas, Camboja), América do Sul e Central e no Havaí, onde também é cultivada. Moringa – um potencial suplemento dietético A árvore de Moringa vem sendo usada ao longo dos tempos como uma planta medicinal. Sendo por isso conhecida como árvore milagrosa. Todas as partes …