Pular para o conteúdo principal

Dar de beber a quem tem sede

jesus-e-a-samaritana
Na segunda obra de misericórdia temos o drama dos que tem sede. Existem muitas analogias que essa sede poderia representar, mas a obra de misericórdia trata especificamente da sede corporal. Diante disso devemos refletir: qual é o drama dos que passam sede?
Aos moldes da fome, a sede não pode ser tomada apenas no seu sentido mais baixo: dar água. É necessário contemplar, tanto quem dá, quanto quem recebe, a grandeza do mistério que ali acontece.
Para isso, se torna necessário lembrar de uma belíssima passagem em que lembramos o quão prejudicial, para o corpo e a alma, é a sede:
“Ali o povo teve sede e o povo murmurou contra Moisés, dizendo: “Por que nos fizeste subir do Egito, para nos matar de sede a nós, a nossos filhos e a nossos animais?” (Ex 17, 3)
Neste episódio fica claro como esta necessidade do homem o coloca em uma situação tão desesperadora e debilitada do corpo que acaba enfraquecendo a alma. Isso fica evidente quando os judeus, nesta passagem, abandonam as virtudes da fé, esperança e caridade murmurando contra Deus, além de perderem a virtude da esperança e ficarem revoltados por causa da sede física.
O amor augusto e sublime de Deus não poderia deixar de auxiliar seus filhos e nos versículos seguintes instrui que Moisés siga suas ordens e o povo mata sua sede:
“Então Moisés clamou a Iahweh, dizendo: “Que farei a este povo? Pouco falta para que me apedrejem.” Iahweh disse a Moisés: “Passa adiante do povo e toma contigo alguns dos anciãos de Israel; leva contigo, na mão, a vara com que feriste o Rio, e vai. Eis que estarei diante de ti, sobre a rocha (em Horeb); ferirás a rocha, dela sairá água e o povo beberá.” (Ex 17, 4-6)
Esta passagem tem uma profundidade extraordinária, pois, muito além de uma delicadeza que Deus fez por estas almas, existe o belíssimo fato de que Deus quis que o homem (na pessoa de Moisés) fosse participantes de sua Providência Divina e ministro de Deus para que os judeus matassem a sede. Portanto é muito importante que quem recebe o mais simples copo de água saiba que é o próprio Deus que o entrega para você na pessoa que a está provendo. Que o que provê água possa dizer, na pessoa de Cristo: “Se alguém tem sede, venha a mim e beba“.
Como não ver na pessoa sedenta por água o Salvador pendendo na cruz que exclama: “Tenho sede!“? O próximo que se encontra com sede é o Cristo que pende na cruz! Imaginemos a sede de Jesus, que se apresenta à nós para que relembremos o grande sofrimento deste momento:
“Grande foi a sede corporal que Jesus sofreu na cruz, já pelo sangue derramado no horto, já no pretório pela flagelação e coroação de espinhos, e mais ainda na mesma cruz onde de suas mãos e pés cravados escorriam rios de sangue como quatro fontes naturais.” (Santo Afonso de Ligório)
E não pensemos que esta sede de Cristo na cruz, que se manifesta à nós e pede nosso socorro tenha sido apenas algo espiritual, pois:
“Se Jesus diz: tenho sede! é, antes de tudo, porque morre de morte verdadeira, não da morte de um fantasma.” (Santo Tomás de Aquino)
Que possamos fazer-nos instrumentos da Providência e contemplemos o rosto do Cristo que diz “Tenho sede!”. Que possamos sempre estar aos pés da cruz nestas oportunidades contemplando o Salvador que clama e indo ao seu encontro socorrer-lhe com todo o amor. Que através deste pequeno e amoroso gesto, os amparados possam ver um sinal daquela Água Viva que Cristo oferece.

Postagens mais visitadas deste blog

SANGUE INUNDARÁ O BRASIL" - PROFECIA DE NOSSA SENHORA SOBRE O BRASIL EM 1936

"O
Os 3 grandes castigos! Fez-se inexplicável silêncio sobre as aparições de Nossa Senhora no agreste pernambucano em 1936 e caíram no esquecimento. Mas a Ssma. Virgem anunciara que viriam tempos calamitosos e três grandes castigos para o Brasil. No primeiro artigo, reproduzido abaixo, seu autor comenta essas previsões sobre o prisma da crise da Igreja e a ameaça comunista ao Brasil. O segundo texto, do grande lutador Pe. Júlio Maria, apresenta uma pormenorizada narração dessas aparições de 1936 em que Nossa Senhora anunciou que o sangue inundará o Brasil.
A VIRGEM SANTÍSSIMA AFIRMA QUE O BRASIL PASSARÁ POR UMA SANGRENTA REVOLUÇÃO PROMOVIDA PELO COMUNISMO! FRANCISCO ALMEIDA ARAÚJO *
Todos quantos me conhecem através de meus escritos, palestras, cursos e programas de Rádio e Televisão promovidos em todas as regiões do nosso querido Brasil, sabem da minha relutância em divulgar revelações particulares ainda não reconhecidas pelo Magistério da Igreja. No entanto, de todas as “revelações pa…

Reflexão sobre o Evangelho segundo S. Lucas, cap. 14, vs. 25 a 33

Leitura do Evangelho do 23º Domingo do Tempo Comum



No capítulo 14 do Evangelho segundo S. Lucas, vemos Jesus que quer preparar a todos os seus seguidores para o seu Sacrifício na Cruz, bem como para as consequências que implicam da decisão de segui-lo. O Senhor, com imensa decisão, resolve partir para Jerusalém, mesmo sabendo que caminha para a sua própria morte.
No versículo 25, Jesus vê que não está sozinho: grandes multidões o acompanhavam. O texto original em grego enfatiza que aquelas pessoas “caminhavam junto” com Ele. Aquelas pessoas vão com o Senhor, e Ele quer alertá-las, torná-las conscientes de para onde estão indo e em que implicará a decisão de acompanhá-lo. Parando no meio da jornada, Ele se volta para essas pessoas e lhes diz algo como: “Vocês querem ir comigo, mas vocês sabem qual é a realidade de ser meu discípulo?”.
Aquilo que devemos dar a Deus Pai, conforme descreve o capítulo 6 do Livro do Deuteronômio, ficamos sabendo que devemos dar também a Deus Filho: “Amarás o…

Moringa, uma planta com imensos benefícios

Se ainda não ouviu falar da moringa, vai, neste artigo ficar a conhecer uma planta com bastantes benefícios para a saúde e o bem-estar do corpo. Moringa (Moringa oleifera) é uma planta de origem tropical ainda pouca conhecida na Europa, embora o seu uso como suplemento dietético comece pouco a pouco a estender-se. Um número cada vez maior de estudos científicos associam a ingestão de moringa em pó com inúmeros benefícios para a saúde, como a melhoria da pressão arterial, da glicose, a redução do colesterol, entre os outros. A árvore da Moringa Oleifera atinge uma altura de 7-12 metros é, originária das zonas próximo do Himalaia (Índia e Paquistão), e muito popular em países tropicais e subtropicais da África, Ásia (Filipinas, Camboja), América do Sul e Central e no Havaí, onde também é cultivada. Moringa – um potencial suplemento dietético A árvore de Moringa vem sendo usada ao longo dos tempos como uma planta medicinal. Sendo por isso conhecida como árvore milagrosa. Todas as partes …