Pular para o conteúdo principal

Ano Litúrgico 2017








Ano Litúrgico
- O ano litúrgico é o conjunto das celebrações com que a Igreja celebra anualmente o mistério de Cristo.
- O ano litúrgico, também chamado de ‘Ano da Igreja’, difere do ano civil, ou seja, não obedece aquela ordem cronológica de doze meses, e trezentos e sessenta e cinco dias.
- Dentro do ano litúrgico, a Igreja, sabiamente distribui o tempo em diversos períodos, enfatizando assim, alguns aspectos peculiares do Mistério Salvífico.
- Os tempos referentes ao Ano litúrgico são:
Advento, Natal, Comum, Quaresma e Páscoa.


Tempo do Advento
- Tempo de preparação para as solenidades do Natal, onde se celebra a primeira vinda do Filho de Deus no meio dos homens; e se recorda a esperança da Segunda vinda de Cristo.
- O advento, muito mais que um tempo de penitência, é um tempo de esperança e preparação.


Tempo do Natal
- Neste período, a Igreja celebra a festa do nascimento do Senhor e de suas primeiras manifestações ao mundo.
- O tempo do Natal se estende desde o dia vinte e quatro de dezembro, e vai até o dia seis de janeiro, inclusive.
- O Natal é a Segunda festa mais importante da Igreja, por isso, todo este período é expresso com alegria e festa.


Tempo Comum
- Durante trinta e três ou trinta e quatro semanas do ano, a Igreja deixa de celebrar aspectos importantes da vida de Cristo, celebrando todos os domingos a entrega de Jesus a nós, a Eucaristia.
- O Tempo Comum inicia no dia de semana que segue a festa do Batismo do Senhor e prolonga-se até a terça-feira antes da quaresma, inclusive; e recomeça depois da segunda-feira depois do Domingo de Pentecostes e volta a terminar um dia antes do 1º Domingo do Advento.


Tempo da Quaresma
- Inicia-se na quarta-feira de Cinzas e termina na quarta-feira da semana santa.
- Visa preparar a celebração da Páscoa.
- É um tempo de recolhimento espiritual de jejum, oração e penitência, é um período onde o fiel é chamado a rever sua vida de cristão para o grande acontecimento cristão:
A Ressurreição de Jesus Cristo.


Tempo da Páscoa
- É neste tempo que a Igreja celebra a sua maior festa: a Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo.
- Neste período, a Igreja se reveste de plena alegria pela Ressurreição de Cristo, que para nós se tornou primícia de Salvação.
- A festa da ressurreição é preparada através do Tríduo Pascal, que reúne como se fosse em uma única celebração, toda a Paixão, Morte e Ressurreição do Salvador.
- No Tríduo, nós temos a sexta-feira da Paixão, o Sábado Santo ou da Vigília Pascal e o Domingo da Ressurreição.


Revivendo com Cristo
- Viver o ‘Ano Litúrgico’ é viver o mistério de Cristo.
- No Advento, unir-se àqueles que por ele clamaram (profetas), que o anunciaram como iminente (João Batista) ou àquela que gestou (Maria Santíssima).
- No Natal, juntamo-nos aos anjos e aos pastores, aos magos, a Maria e a José, na humilde gruta de Belém. Aos nossos olhos maravilhados, brilha a luz da Epífania do Verbo feito carne.
- Na Semana Santa, caminhamos pelas ruas e pelas esquinas, encontrando-nos com Herodes e Pilatos, Pedro e Judas, João e Madalena. Vigiamos à espera do Ressuscitado até, enfim, clamar o triplo ‘aleluia’ e renovar as promessas de nosso Batismo na água e no Sangue do Crucificado.
- No Pentecostes, permanecemos, então, no Cenáculo com Maria, até que o Espírito Santo se derrame como vento e fogo.
- Jesus nasce e cresce. Jesus que morre e ressuscita. O Dom do Espírito e o chamado à missão.
- E, enquanto isso, trabalhamos e amamos, rimos e choramos, nascemos e morremos. Até que o Senhor venha...
“Que o sedento venha, e quem o deseja receba gratuitamente da água da vida.

Maranatha - Vem, Senhor Jesus.” Apocalipse 22, 17-20

Postagens mais visitadas deste blog

SANGUE INUNDARÁ O BRASIL" - PROFECIA DE NOSSA SENHORA SOBRE O BRASIL EM 1936

"O
Os 3 grandes castigos! Fez-se inexplicável silêncio sobre as aparições de Nossa Senhora no agreste pernambucano em 1936 e caíram no esquecimento. Mas a Ssma. Virgem anunciara que viriam tempos calamitosos e três grandes castigos para o Brasil. No primeiro artigo, reproduzido abaixo, seu autor comenta essas previsões sobre o prisma da crise da Igreja e a ameaça comunista ao Brasil. O segundo texto, do grande lutador Pe. Júlio Maria, apresenta uma pormenorizada narração dessas aparições de 1936 em que Nossa Senhora anunciou que o sangue inundará o Brasil.
A VIRGEM SANTÍSSIMA AFIRMA QUE O BRASIL PASSARÁ POR UMA SANGRENTA REVOLUÇÃO PROMOVIDA PELO COMUNISMO! FRANCISCO ALMEIDA ARAÚJO *
Todos quantos me conhecem através de meus escritos, palestras, cursos e programas de Rádio e Televisão promovidos em todas as regiões do nosso querido Brasil, sabem da minha relutância em divulgar revelações particulares ainda não reconhecidas pelo Magistério da Igreja. No entanto, de todas as “revelações pa…

Reflexão sobre o Evangelho segundo S. Lucas, cap. 14, vs. 25 a 33

Leitura do Evangelho do 23º Domingo do Tempo Comum



No capítulo 14 do Evangelho segundo S. Lucas, vemos Jesus que quer preparar a todos os seus seguidores para o seu Sacrifício na Cruz, bem como para as consequências que implicam da decisão de segui-lo. O Senhor, com imensa decisão, resolve partir para Jerusalém, mesmo sabendo que caminha para a sua própria morte.
No versículo 25, Jesus vê que não está sozinho: grandes multidões o acompanhavam. O texto original em grego enfatiza que aquelas pessoas “caminhavam junto” com Ele. Aquelas pessoas vão com o Senhor, e Ele quer alertá-las, torná-las conscientes de para onde estão indo e em que implicará a decisão de acompanhá-lo. Parando no meio da jornada, Ele se volta para essas pessoas e lhes diz algo como: “Vocês querem ir comigo, mas vocês sabem qual é a realidade de ser meu discípulo?”.
Aquilo que devemos dar a Deus Pai, conforme descreve o capítulo 6 do Livro do Deuteronômio, ficamos sabendo que devemos dar também a Deus Filho: “Amarás o…

Moringa, uma planta com imensos benefícios

Se ainda não ouviu falar da moringa, vai, neste artigo ficar a conhecer uma planta com bastantes benefícios para a saúde e o bem-estar do corpo. Moringa (Moringa oleifera) é uma planta de origem tropical ainda pouca conhecida na Europa, embora o seu uso como suplemento dietético comece pouco a pouco a estender-se. Um número cada vez maior de estudos científicos associam a ingestão de moringa em pó com inúmeros benefícios para a saúde, como a melhoria da pressão arterial, da glicose, a redução do colesterol, entre os outros. A árvore da Moringa Oleifera atinge uma altura de 7-12 metros é, originária das zonas próximo do Himalaia (Índia e Paquistão), e muito popular em países tropicais e subtropicais da África, Ásia (Filipinas, Camboja), América do Sul e Central e no Havaí, onde também é cultivada. Moringa – um potencial suplemento dietético A árvore de Moringa vem sendo usada ao longo dos tempos como uma planta medicinal. Sendo por isso conhecida como árvore milagrosa. Todas as partes …