Pular para o conteúdo principal

MINISTÉRIO DO INTRODUTOR DO CATECUMENATO






Sobre o ministério do(a) introdutor


• alguém “que o conhece [o interessado],
ajuda
e é testemunha de seus costumes, fé e desejo” (n. 42).
• junto com a comunidade,
ajuda-os “a encontrar e a seguir a Cristo” (n. 77).
— Trata-se de um ministério de “ajuda”,
semelhante ao dos padrinhos.
Começa no pré-catecumenato,
é ativo em todo o seu desenrolar
e, se for o caso,
é substituído pelo padrinho ou madrinha
apenas no final do catecumenato.
— O ritual dá preferência que o próprio introdutor
venha a ser o padrinho (n. 42).
— O padrinho é escolhido “por seu exemplo,
qualidade e amizade,
e delegado pela comunidade cristã local
com a aprovação do sacerdote” (n. 43).


A missão do padrinho (e do introdutor):
“ensinar familiarmente (...)
como praticar o evangelho
em sua vida particular e social,
auxiliá-lo nas dúvidas
e inquietações,
dar-lhe testemunho cristão”
e, depois da celebração dos
sacramentos,
“velar pelo progresso
de sua vida batismal” (n. 43).


Quem é o introdutor?
Semeador que prepara o terreno para que a fé possa florescer e dar frutos.
= Anuncia o querigma, com seus principais conteúdos
O introdutor é o evangelizador que encaminha aqueles que querem se preparar para receber os Sacramentos da Iniciação Cristã.
O introdutor atua na fase do PRÉ-CATECUMENATO. Amigo de caminhada que ajuda o simpatizante a abrir o coração ao amor e à graça de Deus!
Porque a Igreja precisa formar cristãos verdadeiramente convertidos, que testemunhem no dia-a-dia a sua fé
Como continuar concedendo os Sacramentos àqueles que, apesar do ‘curso’, não demonstram mudança de vida e de mentalidade, enfim, não alcançaram a maturidade na fé?”
E eu, como cristão e introdutor, busco minha conversão diária e
um amor sempre maior a Deus e ao próximo???
Em todas as pastorais, associações e movimentos. Em especial, naqueles que recebem pessoas ainda não evangelizadas, devem haver introdutores.
É significativo que a Iniciação cristã seja uma espécie de catalizadora da Pastoral de Conjunto, já que o Batismo é a fonte de toda vida e missão cristãs.
Um INTRODUTOR se caracteriza
(1) por ser uma pessoa de fé bastante firme, reconhecida por toda a comunidade
(2) que já tenha recebido os Sacramentos da Iniciação Cristã: Batismo, Eucaristia e Crisma,
Um INTRODUTOR se caracteriza
(3) por ser um participante ativo na vida da comunidade,
(4) por ser constante na vida litúrgica e assíduo à confissão sacramental e à comunhão eucarística
Um INTRODUTOR se caracteriza
(5) Por ser uma pessoa orante,
(6) atenta à Palavra de Deus e ao que esta Palavra nos comunica nos fatos da vida cotidiana, atenta à mensagem de Deus a si mesmo e aos irmãos,
Um INTRODUTOR se caracteriza
(7) por ser fiel ao Magistério da Igreja com seus ensinamentos e dogmas, e não aos seus “achismos”
(8) que respeite as pessoas, independentemente da origem ou posição religiosa
Um INTRODUTOR se caracteriza
(9) por ser uma pessoa amiga dos irmãos e irmãs; que não seja dada a fofocas e inimizades;
(10) por ser solidário com os mais necessitados, pobres, doentes, enfim, com todos que procuram ao Cristo
Um INTRODUTOR se caracteriza
(11) Por ser aberto à religiosidade popular,
(12) e simples no relacionamento pessoal.
Introdutor não é...
Ministro do acolhimento
catequista
psicólogo
É o amigo que, partilhando sua própria experiência, vai ajudar o candidato a caminhar na fé e a firmar uma relação pessoal com Deus e com a comunidade
O introdutor precisa estar pronto para se deparar com as seguintes situações delicadas:
Abertura ao diálogo ecumênico e interreligioso: saber lidar, com respeito, com os advindos de outras práticas religiosas.
Estar pronto para tirar as dúvidas e avaliar constantemente, se a pessoa já está deixando aos poucos suas antigas crenças.
Esclarecer sobre as possíveis dificuldades ou impedimentos para que o adulto possa prosseguir, especialmente, na questão conjugal.
O Espírito Santo nos iluminará nesta missão!


Postagens mais visitadas deste blog

SANGUE INUNDARÁ O BRASIL" - PROFECIA DE NOSSA SENHORA SOBRE O BRASIL EM 1936

"O
Os 3 grandes castigos! Fez-se inexplicável silêncio sobre as aparições de Nossa Senhora no agreste pernambucano em 1936 e caíram no esquecimento. Mas a Ssma. Virgem anunciara que viriam tempos calamitosos e três grandes castigos para o Brasil. No primeiro artigo, reproduzido abaixo, seu autor comenta essas previsões sobre o prisma da crise da Igreja e a ameaça comunista ao Brasil. O segundo texto, do grande lutador Pe. Júlio Maria, apresenta uma pormenorizada narração dessas aparições de 1936 em que Nossa Senhora anunciou que o sangue inundará o Brasil.
A VIRGEM SANTÍSSIMA AFIRMA QUE O BRASIL PASSARÁ POR UMA SANGRENTA REVOLUÇÃO PROMOVIDA PELO COMUNISMO! FRANCISCO ALMEIDA ARAÚJO *
Todos quantos me conhecem através de meus escritos, palestras, cursos e programas de Rádio e Televisão promovidos em todas as regiões do nosso querido Brasil, sabem da minha relutância em divulgar revelações particulares ainda não reconhecidas pelo Magistério da Igreja. No entanto, de todas as “revelações pa…

Reflexão sobre o Evangelho segundo S. Lucas, cap. 14, vs. 25 a 33

Leitura do Evangelho do 23º Domingo do Tempo Comum



No capítulo 14 do Evangelho segundo S. Lucas, vemos Jesus que quer preparar a todos os seus seguidores para o seu Sacrifício na Cruz, bem como para as consequências que implicam da decisão de segui-lo. O Senhor, com imensa decisão, resolve partir para Jerusalém, mesmo sabendo que caminha para a sua própria morte.
No versículo 25, Jesus vê que não está sozinho: grandes multidões o acompanhavam. O texto original em grego enfatiza que aquelas pessoas “caminhavam junto” com Ele. Aquelas pessoas vão com o Senhor, e Ele quer alertá-las, torná-las conscientes de para onde estão indo e em que implicará a decisão de acompanhá-lo. Parando no meio da jornada, Ele se volta para essas pessoas e lhes diz algo como: “Vocês querem ir comigo, mas vocês sabem qual é a realidade de ser meu discípulo?”.
Aquilo que devemos dar a Deus Pai, conforme descreve o capítulo 6 do Livro do Deuteronômio, ficamos sabendo que devemos dar também a Deus Filho: “Amarás o…

Moringa, uma planta com imensos benefícios

Se ainda não ouviu falar da moringa, vai, neste artigo ficar a conhecer uma planta com bastantes benefícios para a saúde e o bem-estar do corpo. Moringa (Moringa oleifera) é uma planta de origem tropical ainda pouca conhecida na Europa, embora o seu uso como suplemento dietético comece pouco a pouco a estender-se. Um número cada vez maior de estudos científicos associam a ingestão de moringa em pó com inúmeros benefícios para a saúde, como a melhoria da pressão arterial, da glicose, a redução do colesterol, entre os outros. A árvore da Moringa Oleifera atinge uma altura de 7-12 metros é, originária das zonas próximo do Himalaia (Índia e Paquistão), e muito popular em países tropicais e subtropicais da África, Ásia (Filipinas, Camboja), América do Sul e Central e no Havaí, onde também é cultivada. Moringa – um potencial suplemento dietético A árvore de Moringa vem sendo usada ao longo dos tempos como uma planta medicinal. Sendo por isso conhecida como árvore milagrosa. Todas as partes …