Pular para o conteúdo principal

RICA – Rito da Iniciação Cristã de Adultos


         

 O RICA – Rito da Iniciação Cristã de Adultos – é o rito destinado à iniciação de adultos na vida cristã. Ele compreende tanto o tempo quanto as etapas e celebrações cujo objetivo é a recepção dos Sacramentos do Batismo, Confirmação e Eucaristia. Entretanto, esses não são ponto de chegada mas, de partida para uma vivencia da fé e da vida cristã.
            Na execução do RICA existe um itinerário ou etapas. Passos a serem executados, a serem dados de modo pedagógico e que visa o conhecimento e a adesão do candidato à fé cristã e suas consequências. Todo RICA com seus ritos celebrativos, seus símbolos, e seus conteúdos tem como objetivo apresentar e preparar o candidato à fé cristã e sua adesão à comunidade. Ele está organizado em etapas do seguinte modo: a) tempo de conversão (kerigma, pré-catecumentato); b) tempo da preparação (catequese, eleição); c) tempo da recepção dos Sacramentos (purificação/iluminação, mistagogia).
            A etapa da Conversão – neste período o candidato pede para ser recepcionado e se estabelece a instituição do catecumenato. E se dá início ao primeiro anuncio, o kerigma. Os primeiros encontros. É neste momento que acontece a celebração de acolhida e apresentação dos candidatos à comunidade. Nesta celebração, os mesmos anota os nomes no livro de registro do compromisso e recebe a cruz símbolo do seguimento a Jesus.  O tempo dessa etapa vai depender do andamento e contexto de cada grupo ou comunidade. Esse período é também chamado de Pré-Catecumenato.
            A etapa da Preparação – período em que o candidato recebe uma catequese sólida dos conteúdos da fé cristã. É uma preparação intensiva e longa. Seus conteúdos geralmente está associado a noções de Bíblia, Liturgia, Espiritualidade, o Credo e os Sacramentos. Pelo fim desde tempo, acontece o rito da eleição, momento em que  numa celebração o candidatoassume mais concretamente sua adesão à fé e a comunidade. Aqui o mesmo recebe a Bíblia, palavra de Deus que orienta nossa vida. Esse período é também chamado de Catecumenato, Catequese ou Eleição.
            A etapa da Recepção dos Sacramentos – é a terceira e última etapa do processo e consiste em receber os Sacramentos do Batismo, Confirmação e Eucaristia. O candidato é admitido na fé da Igreja e passa a pertencer a mesma, entretanto, sua vida cristã é mais ampla e vivida conforme o contexto eclesial em que está inserido. O processo do RICA terminou, começa uma nova etapa de sua vida e essa depende do que a Comunidade eclesial tem para lhe oferecer. Essa etapa com seus ritos também é chamada de Purificação e Iluminação.  Geralmente essa etapa é sugerida vivenciar no tempo pascal com toda a sua dinâmica (quaresma, páscoa,etc) própria e recebe também o nome de “Mistagogia” porque se diz que, o candidato adquiriu experiência e uma aquisição especial cuja “degustação” sentiu e viveu à flor da pele, vendo o bom, o belo, o bonito da fé e da vida cristã e dos mistérios de Cristo. A mistagogia é algo que a pessoa experimenta vivenciando em sua vida e que dentro e a partir de uma reflexão mais concreta e um engajamento concreto o leva a dar passos como também a estreitar laços de comunhão e relacionamento com Jesus. É aquilo que costumamos dizer por ai, encontro pessoal com Cristo. E isso muda a vida e sua maneira de sentir, viver e enxergar as coisas.
            A partir do rico processo do RICA como vivenciar isso em nossas comunidades eclesiais? Esse é o desafio! Uma coisa que precisa ser feita de imediato é tomar consciência do processo; em seguida, fazer todos os membros, grupos, movimentos, pastorais e a assembleia litúrgica conhecer, compreender e ajudar a construir o processo. Sem isso, ficamos só e desanimados. É uma proposta ousada!
            Mas, e os conteúdos, o método dos encontros? O conteúdo fica a critério de cada realidade eclesial. Há uma riqueza imensa por ai. Entretanto, as orientações da CNBB em seus documentos, principalmente de Catequese (CR, DNC…) nos oferecem um leque muito bom nesse sentido. Quanto ao método, é outra riqueza que temos em nossas igrejas, porém, hoje, temos dois métodos muito em voga na atualidade e bem recomendado pelos nossos bispos: a leitura orante da bíblica (léctio divina); e o método de iteração fé e vida (ver, iluminar, agir, celebrar, avaliar) que já é o método usado pela catequese e é algo tipicamente da tradição latino-americana.
            Essa forma de proceder pode ser aplicada à Primeira Eucaristia e a Crisma? Sim! Cada um (Batismo, Eucaristia, Crisma) está dentro do processo do RICA. É o RICA. Agora o método e os conteúdos apresentados devem seguir sua metodologia própria conforme cada idade, situação, realidade, contexto, conforme nos orienta os nossos bispos como já o frisei acima.
            Há dioceses por ai que já usam o RICA e as editoras católicas já publicaram livros contendo as experiências dessas dioceses, bem como, de especialistas nessa área. O ideal é que cada um vá construindo o seu caminho, anotando as experiências, acumulando sabedoria e depois possa apresentar um material bem elaborado que ajude nos anos seguintes de modo aberto e flexível.
            O RICA é uma proposta. Não é um curso, uma fábrica de criar cristãos prontos, maduros, engajamentos, e nem tão pouco é um mapa da mina, mas tão somente uma proposta de apresentação da fé e da vida cristã; e uma maneira consciente e solene de acolher aqueles que querem “por atração” viver a fé cristã e aderir a Cristo e Sua Igreja. Ele não é a solução dos problemas para cristãos meio-católicos, católicos relaxados, cristãos não engajados, cristãos afastados e cristãos segundo as “quatro festas do ano”, mas tão somente uma proposta de formação e acolhimento dos que querem ser cristãos e pedem da Igreja, a fé. O RICA tem objetivos, tempo, duração, metas próprias e quem se utilizar dele deve ter clareza disso.
            Enquanto ritual a Santa Sé através da CNBB publicou um livro contendo todos os passos, ritos, celebrações, etc. Sugiro que você possa ler esse material. Ele é muito rico! Foi a partir dele que elaboramos esse artigo, como também consultamos muitos outros autores. Então é isso ai, fica a dica!
Consulta:
RICA, Paulinas 2003.

Postagens mais visitadas deste blog

SANGUE INUNDARÁ O BRASIL" - PROFECIA DE NOSSA SENHORA SOBRE O BRASIL EM 1936

"O
Os 3 grandes castigos! Fez-se inexplicável silêncio sobre as aparições de Nossa Senhora no agreste pernambucano em 1936 e caíram no esquecimento. Mas a Ssma. Virgem anunciara que viriam tempos calamitosos e três grandes castigos para o Brasil. No primeiro artigo, reproduzido abaixo, seu autor comenta essas previsões sobre o prisma da crise da Igreja e a ameaça comunista ao Brasil. O segundo texto, do grande lutador Pe. Júlio Maria, apresenta uma pormenorizada narração dessas aparições de 1936 em que Nossa Senhora anunciou que o sangue inundará o Brasil.
A VIRGEM SANTÍSSIMA AFIRMA QUE O BRASIL PASSARÁ POR UMA SANGRENTA REVOLUÇÃO PROMOVIDA PELO COMUNISMO! FRANCISCO ALMEIDA ARAÚJO *
Todos quantos me conhecem através de meus escritos, palestras, cursos e programas de Rádio e Televisão promovidos em todas as regiões do nosso querido Brasil, sabem da minha relutância em divulgar revelações particulares ainda não reconhecidas pelo Magistério da Igreja. No entanto, de todas as “revelações pa…

Reflexão sobre o Evangelho segundo S. Lucas, cap. 14, vs. 25 a 33

Leitura do Evangelho do 23º Domingo do Tempo Comum



No capítulo 14 do Evangelho segundo S. Lucas, vemos Jesus que quer preparar a todos os seus seguidores para o seu Sacrifício na Cruz, bem como para as consequências que implicam da decisão de segui-lo. O Senhor, com imensa decisão, resolve partir para Jerusalém, mesmo sabendo que caminha para a sua própria morte.
No versículo 25, Jesus vê que não está sozinho: grandes multidões o acompanhavam. O texto original em grego enfatiza que aquelas pessoas “caminhavam junto” com Ele. Aquelas pessoas vão com o Senhor, e Ele quer alertá-las, torná-las conscientes de para onde estão indo e em que implicará a decisão de acompanhá-lo. Parando no meio da jornada, Ele se volta para essas pessoas e lhes diz algo como: “Vocês querem ir comigo, mas vocês sabem qual é a realidade de ser meu discípulo?”.
Aquilo que devemos dar a Deus Pai, conforme descreve o capítulo 6 do Livro do Deuteronômio, ficamos sabendo que devemos dar também a Deus Filho: “Amarás o…

Moringa, uma planta com imensos benefícios

Se ainda não ouviu falar da moringa, vai, neste artigo ficar a conhecer uma planta com bastantes benefícios para a saúde e o bem-estar do corpo. Moringa (Moringa oleifera) é uma planta de origem tropical ainda pouca conhecida na Europa, embora o seu uso como suplemento dietético comece pouco a pouco a estender-se. Um número cada vez maior de estudos científicos associam a ingestão de moringa em pó com inúmeros benefícios para a saúde, como a melhoria da pressão arterial, da glicose, a redução do colesterol, entre os outros. A árvore da Moringa Oleifera atinge uma altura de 7-12 metros é, originária das zonas próximo do Himalaia (Índia e Paquistão), e muito popular em países tropicais e subtropicais da África, Ásia (Filipinas, Camboja), América do Sul e Central e no Havaí, onde também é cultivada. Moringa – um potencial suplemento dietético A árvore de Moringa vem sendo usada ao longo dos tempos como uma planta medicinal. Sendo por isso conhecida como árvore milagrosa. Todas as partes …